Páginas

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Depilação na Adolescência: quando começar?


Muitas  de minhas clientes me perguntam quando podem começar a trazer suas filhas adolescentes para depilar, e até mesmo as próprias meninas me perguntam a idade ideal pra elas realizarem a primeira depilação, devido a essas questões resolvi fazer um post sobre o assunto, espero que consiga esclarecer a incentivar as adolescentes a gostarem do procedimento.
A adolescência é uma fase de grandes mudanças: corporal e emocional. É nesta época da vida que começam a surgir os primeiros pelinhos e começam a ficar mais evidentes e a incomodar.
Geralmente a partir dos 10 anos a menina cresce vários centímetros em pouco tempo, a cintura afina e o quadril se alarga, os seios começam a ter volume e surge uma leve pilosidade no púbis e nas axilas.


Mas quando devo começar a me depilar?
Na verdade não existe uma regra sobre esta iniciação, costumo dizer que deve-se começar a depilar quando os pêlos começam a incomodar a jovem. Muitas vezes isso começa na escola com as amigas e assim elas acabam se observando mais, ou seja, varia de pessoa para pessoa. 
Devido as alterações hormonais os pêlos passam a ficar mais evidentes e grossos durante a puberdade obrigando meninas de 12 anos a incluírem a depilação no cardápio do ritual da beleza. Ela vai começar a ver os pêlos mais escuros nas pernas e na axila e em seguida na região genital.


As adolescentes que chegam para sua primeira depilação geralmente começam fazendo meia perna (canela), axila , com o tempo se acostumam com a técnica e passam a fazer buço, a cava da virilha e até sobrancelha.  É processo em etapas  onde a timidez e o medo da dor fazem parte, e nós depiladoras devemos ter paciência e respeito por essa fase.


Não podemos esquecer dos meninos: que também convivem com os pêlos nesta fase da vida, as penugens do corpo e a barba. Presente no banheiro dos meninos, a Lâmina é método mais usado para os meninos que querem ficar longe dos pêlos da barba, porém com a modernidade de hoje e o desporto masculino eles estão criando coragem para enfrentar a cera quente.
A Depilação tanto em meninas ou meninas requer cuidados com a pele que se tornam mais oleosas e com acne nesta etapa da vida, por isso a recomendação de um profissional irá ajudar a evitar foliculites, pêlos encravados e outros desconfortos que podem surgir.

A DICA É: 
Procure conversar com seus filhos sobre o assunto, entre em blogs, sites que falem a respeito e que possam escolher um método de depilação que melhor adeque ao seu estilo. Lembre-se:   procure sempre uma profissional para que o trabalho seja feito com dedicação, carinho e profissionalismo para que evite traumas psicológicos e físicos na adolescente.

Gostaram das dicas?



sexta-feira, 23 de maio de 2014

No Divã da Depilação: O RABISCO





Eu sempre fui uma mulher de poucos pêlos, embora minha genética fosse boa, um bom corpo, um bom cabelo, uma boa pele, mas meus hormônios gritavam dentro de mim. Com isso desde adolescente sofria com as cólicas menstruais, com as espinhas e com os excessos de pêlo. Comecei a me depilar aos 15 anos, mas minha primeira depilação não foi tão legal, como eu sofri.
Minha mãe já se depilava com cera quente, a acompanhei em algumas sessões, achei legal, mas quando chegou minha vez resolvi fazer em casa com uma tal de “maquininha elétrica”, uauuu, como doeu. Hoje como profissional entendo o porquê doeu tanto, meus pêlos da canela estavam enorme, virgens e aquela maquininha que puxava os fios foi terrível. A partir daí fui conhecer a cera, que por sinal era fria.

Bom agora e em algumas postagens estarei contando um pouco da minha experiência como profissional, cliente e professora. As histórias que vou contar aqui fazem parte do meu dia a dia, pertencem a mim e as minhas clientes, que ao freqüentarem minha clínica além de saírem de lá sem seus pêlos deixam para trás suas histórias de vida. Selecionei algumas histórias de clientes, amigas e alunas, que coletei ao longo desta minha jornada e compartilho com vocês agora.  Verdadeiras Deusas Gregas que habitam dentro de si.

Lembrando que os nomes dos personagens são fictícios, foram alterados para preservar a identidade das pessoas. A maioria das histórias são reais, embora  tivesse a ousadia de acrescentar uma pitada de aventura, interpretação e técnica da minha parte. 


Fazer uma depilação de virilha é algo delicado, cada cliente tem um gosto, um desejo, um medo. Cada uma das clientes escolhe fazer de uma forma que se sintam á vontade consigo mesma, ou apenas pra agradar alguém, marido, namorado, amante.
Cléo chegou toda animada, seu jeito simpático de ser, olhos pretos igual jaboticaba e uma pele morena queimada do sol. Ela já depila comigo a um ano e sempre pede o mesmo tipo: não muito cavada, ordens do marido. Sempre respeito o que a cliente quer, costumo perguntar antes de cada sessão, como ela quer depilar, tudo, só a cava, quer deixar um pouco, para não errar e agradar.
Com Cléa foi assim, ela já chegou dizendo e mostrando, apenas a cava senão tereia briga em casa, pediu também para eu não aparar os pêlos porque o marido gosta assim “peludinha”. Acho muito gentil as mulheres querem agradar seu companheiro, é saudável, afinal eles serão os que vão usar e apreciar.
Nesses casos a marcação é importante para não errar a região a ser depilada, pois já errei com Cléo uma vez. Ela chegou e não me disse nada, mas eu já me lembrava de como ela queria sua virilha. Mas entre uma conversa e outra, acabei arrancando pêlos que não devia.
- “Ó não!”- disse Cléo, “você exagerou”
Quando vi, realmente havia retirados pêlos indevidos, fiquei chateada, pedi desculpas, mas infelizmente não havia como consertar, não tinha como colar os pelinhos retirados, deveria deixar crescer. Cléo entendeu meu erro, embora parecesse chateada, seu marido iria ficar furioso com ela.
No mês seguinte Cléo voltou, fiquei feliz em vê-la novamente, mesmo depois de ter errado na sua depilação. Como de costume se deitou, na hora que fui começar os procedimentos, reparei que ela estava desenhada, rabiscada. Fiquei olhando aquilo e ela me disse:
 - “Vanessa ele me marcou que é para você não errar, não tire nenhum pelinho a mais”.
 Dei uma risadinha e disse: 
“ok,prometo que não vou errar desta vez”. Achei interessante a situação, os detalhes, o capricho, a dedicação do marido com sua parceira, pareceu que ele realmente cuida e repara no corpo de sua mulher. Terminado o procedimento, dei um espelho portátil para ela observar e ver se ficou certinho desta vez. - “Parece que está tudo certo, o que a gente não faz pelos maridos” – disse Cléa sorrindo. 
Fiquei feliz pela a provação dela, compensou o erro anterior. 



Espero que vocês tenham gostado da história, foi real, logo estarei contando outros episódios da séria No Divã da Depilação.


Beijos.


sexta-feira, 16 de maio de 2014

Cera Caseira


A qualidade da Cera de Depilação faz muita diferença no procedimento, assim como a mão de quem puxa a cera. Uma puxada errada pode deixar marcas, hematomas e manchas muitas vezes irreversíveis. Além de um bom treino, a qualidade cera depilatória faz a diferença para se realizar uma depilação segura.  Hoje no mercado de cosmético existem vários tipos e marcas de cera depilatória para você escolher. Marcas que possuem registro no Ministério da Saúde que garantem a procedência do produto garantindo a sua qualidade.
Mas para aquelas que não querem investir em um produto que muitas vezes possuem custo mais alto, existem receitas fáceis de se fazer em casa. Desde a antiguidade a mistura de açúcar e limão vem sendo usada como uma solução natural para a depilação.
Também conhecida como Cera Egípcia, essa é uma alternativa barata a eficiente para se livrar dos pelinhos indesejados. Embora possa ser usada em qualquer região do corpo, alguns cuidados são fundamentais para evitas acidentes como manchas e queimaduras.

Veja uma receita fácil de fazer.




A Cera nunca pode ser usada muito quente, o ideal é não passar de 38 graus.A cera deve ser passada no sentido do crescimento do pêlo e puxada ao contrário com a pele bem esticada. Após a depilação é recomendado usar um gel calmante que vai ajudar a pele a se recompor.


video




______________CUIDADOS______________

A ANVISA em seus normativos declara que os produtos utilizados nos salões de beleza devem possuir um registro do Ministério da Saúde. Quando um produto recebe a sigla MS seguido de um número de registro na embalagem, significa que ele está devidamente autorizado pelo ministério a ser usado.
Devido a isso o Depilador deverá zelar por todo material e ambiente de trabalho em que se envolver, para que esteja tudo em condições  ideais de atendimento ao cliente. Também é uma de suas responsabilidade avaliar o tratamento cosmético adequado e necessário a cada cliente, responsabilizando -se  por sua aplicação a atendendo a todos os parâmetros de segurança e higiene.
Por isso fique atenta, se você utiliza no seu salão uma cera caseira de sua própria fabricação, você é responsável por ela e por qualquer dano que esta venha causar na outra pessoa.

Beijos.









terça-feira, 6 de maio de 2014

Presentinhos para as Mães.

Dia das Mães chegando e bate aquela dúvida: O que comprar? o que é a cara da minha Mãe?
Segue algumas dicas de presentes que selecionei como se fossem pra mim kkkk que sou mãe e adoro presentes. 


Mas se você está sem grana vale usar a criatividade e fazer um cartão personalizado, chocolates ou algo feito por você mesmo,  afinal o que vale é o AMOR dos filhos e a lembranças deste dia.



Gostaram..